Deslize para a direta ou esquerda para movimentar o menu.

Estratégia

O FUTURO É AGORA!

COMO MUDAR O BRASIL?

  • 1- BREVE INTRODUÇÃO

          Normalmente os debates sobre política se atém ao “o que fazer”, “por que fazer”, “quando”, “quem”, “onde”, mas há pouco aprofundamento em “como fazer”. Nossa pretensão ao escrever essas linhas é desbravarmos juntos a construção dos melhores e novos caminhos. Ficar eternamente refém da mesmice que nos causa tamanha indignação, jamais.

          Para estabelecermos uma conexão real, sinto que convém uma breve apresentação. Ainda que seja Coronel Aviador R1 da FAB, escrevo como cidadão, membro da Sociedade Civil Organizada, que preside o Movimento Brasil Futuro, entidade devidamente constituída e sem fins lucrativos. Somos o acúmulo de todas as nossas experiências, estudos, livros que lemos, amores, sonhos e esperança por um amanhã onde as pessoas possam ser mais respeitadas e felizes. Somos!

           Sejamos complementares! Sua experiência é inequívoca e potencialmente agregadora, insubestimável. Única e singular. Daí a importância de somarmos esforços a "fazermos o impossível Juntos". Creio nisso.

          Há que se falar um pouco da minha origem e família família, pessoas maravilhosas e da minha origem nos grotões do subúrbio carioca, no Complexo da Penha. E que de lá, graças ao bom Deus, e a tantas pessoas que me ajudaram (e ajudam) a trilhar o bom caminho, pude estudar e ingressar na carreira militar e a perseverar no bom propósito de servir. Gratidão.

          Fui, então, forjado Piloto de Combate Militar. Voei por esse vasto Brasil, de norte a sul, de leste a oeste. Cumpri inúmeras missões. E quanto mais o tempo passava, o meu sentimento era de que eu precisava retornar para a sociedade tudo aquilo que ela me constituiu como indivíduo, pai de família, ser humano.

          E esse raciocínio me conduziu para a conclusão de que absolutamente “um tudo” passa pela política. E você, qual será sua motivação?

          Fiz um juramento ao Pavilhão Nacional, em ato solene: “Incorporando-me à Força Aérea Brasileira, prometo cumprir rigorosamente as ordens das autoridades a que estiver subordinado, respeitar os superiores hierárquicos, tratar com afeição os irmãos de armas, e com bondade os subordinados, e dedicar-me inteiramente ao serviço da Pátria, cuja Honra, Integridade, e Instituições, defenderei com o sacrifício da própria vida.

          Logo, é com esse espírito juramentado, que compartilho meus conhecimentos, sem jamais perder a humildade do eterno aprendiz, e sabedor que, por vezes, as circunstâncias nos impele a fazer o necessário junto com pessoas igualmente compromissadas e dispostas. A vida nos chama a maiores responsabilidades. Façamos acontecer, pois.

          Um colaborador,

          Mauro Rogerio – Presidente do MBF.
                   61 99800 1411

 

 

  • 2 - ASPECTOS ESTATUTÁRIOS

           Em nosso Estatuto, ficou bem explicitado a missão, a visão, os princípios e valores e, por fim, os objetivos específicos. Vamos, então, fazer uma analogia e considerar que esses sejam os ingredientes para as soluções do problema brasileiro. Assim, a receita estará em como fazer para se chegar às respostas necessárias e como implementá-las. Dessa forma, construímos a metodologia das sete etapas do Planejamento Estratégico do MBF.

          Importante repassarmos o conteúdo substancial do Estatuto Social do MBF, conforme a seguir, com os comentários que julgamos pertinentes.

          Artigo 3°. O MOVIMENTO BRASIL FUTURO tem como missão precípua a construção de uma efetiva República Federativa, fortalecendo o conceito democrático e de Estado de Direito preconizado na Constituição Federal para o pleno desenvolvimento econômico e social.

          Comentário:

          A realidade que testemunhamos em nosso Brasil apresenta uma enorme distância do que deveria ser o ideal “Estado Democrático de Direito”, em uma sociedade cheia de dicotomias abissais e incontestável ausência do que se entende por razoabilidade e proporcionalidade.

          Dessa forma, diferentemente dos niilistas revolucionários, nossos antagônicos ideológicos que pregam a destruição das bases que constituem nossa sociedade, nos posicionamos claramente como reformistas a buscar o conceito do “justo valor”, trabalhando para aproximar o “ser” do “dever-ser”.

  • 1°. Tem por visão ser referência qualitativa em mobilizar amplamente a sociedade por meio da informação e da conscientização cívica, a partir da qual será possível a Reforma Evolutiva do Estado.

          Comentário:

          Visão. acreditamos que somente o conhecimento, firmado em informações sólidas será capaz de mobilizar as pessoas a partir da premissa que haja uma conscientização cívica. Civismo traduz a do amor que sentimos pelo Brasil. O nosso vínculo de existência da abstração desse sentimento é possível na medida em que sejamos bons cidadãos, não alienados. Com essa qualidade que será possível a necessária Reforma Evolutiva, com proposições consistentes e bem fundamentadas.

  • 2°. A identidade é fundamentada na cultura conservadora; no temor a Deus; na reverência às sagradas escrituras; na prática da tolerância religiosa; e na Boa Nova Cristã. Tudo em respeito e honra ao bom legado dos que nos antecederam, e às tradições que nos alicerçam como uma só nação.

          Comentário:

          Identidade. o espectro ideológico do MBF, claramente está à direita, ao centro-direita. Somos críticos dos signatários do Foro de São Paulo que têm embutido em sua agenda interesses transnacionais lesa-Pátria e que atentam contra o cidadão brasileiro. Somos um povo Cristão, que respeita o legado dos nossos antepassados e as diversidades culturais e de credo. Há que se ter muito cuidado para não usar o nome D’Ele em vão, para não se profanar o sagrado.

  • 3°. A excelência propositiva deve ser uma constante com uma atitude pautada em princípios e valores como a liberdade de expressão, a prevalência da dignidade da pessoa humana; o respeito à pluralidade de opiniões; combate a extremismos e posturas sectárias; a ética e a moralidade; o decoro e a urbanidade; o amor à pátria; o respeito à família; o repúdio às discriminações não afirmativas; o liberalismo econômico e a justa distribuição de riquezas; a transparência na plenitude de ações sejam elas acertadas ou equivocadas, em respeito ao compromisso com a verdade.

          Comentário:

          Princípios e valores. destaca-se “o combate a extremismos e posturas sectárias” dado que, via de regra, conduzem a um ambiente político cáustico e destrutivo, e pobre em produção de proposições que impactem positivamente a vida das pessoas.

       Artigo 4°. Para a consecução de todo o proposto, o Movimento Brasil Futuro possui os seguintes objetivos específicos:

  1. Contribuir para a consolidação de uma Unidade Nacional de Consciência Cívica a partir da construção de um Pensamento de Referência que seja o Norte Programático do Movimento, alicerçado em um diagnóstico o mais preciso possível acerca da interveniência dos reais fatores sociais, suas causas e consequências;

Comentário:

        O Pensamento de Referência, veremos mais adiante, constitui o Manifesto do MBF e pode ser considerado o coração do presente documento.

  1. Elaborar propostas da Reforma Evolutiva do Estado, sobretudo a de impacto econômico, a política e a educacional, a partir de linhas de ações pautadas no Pensamento de Referência, o Norte Programático do MBF;

III. Incentivar a cidadania proativa como fator fundamental de uma efetiva transformação na sociedade, seja pelo voluntariado, seja pela solidariedade, seja pela fiscalização das relações entre o público e o privado, com fins de aprimoramento e otimização da utilização dos recursos e eficiência na execução das políticas públicas;

  1. Promover a autoestima da população, dando publicidade aos bons exemplos;
  2. Difundir o ideário do Movimento fazendo uso das melhores técnicas de Publicidade&Propaganda, com canais de comunicação abertos a toda a sociedade;
  3. Promover amplamente a educação, a cultura e o desenvolvimento científico e tecnológico como fatores de real agregação de valor do maior ativo do pais: a sua gente;

          VII. Incentivar o planejamento e execução de políticas públicas, indutoras e indicativas para o setor privado, que reflitam positivamente na elevação nos Índices Nacionais de Desenvolvimento Humano e de Liberdade Econômica;

          VIII. Influenciar e atuar politicamente para o êxito da missão proposta, podendo estar vinculado a um partido político com programa e ideologia compatíveis, sendo meta a inflexão convergente para uma legenda que abrigue a filosofia do MBF;

Comentário:

        O alinhamento a um partido político se faz extremamente necessário. Logo a seguir, teremos a explicação da inflexão partidária, como sendo a quinta etapa do planejamento estratégico.

        Debateu-se muito inicialmente se deveríamos ser pluripartidários ou não. Venceu a corrente que optou para que os esforços ficassem concentrados em uma única legenda, preferencialmente, ficando decidido em Assembleia Geral que casos excepcionais ficariam a critério do Coordenador Presidente do MBF. A priori, essa legenda atualmente será a 25, fruto da fusão do PRB com o Patriota, caso não sobrevenham fatores novos e supervenientes.

  1. Levantar, incentivar e apoiar que novas lideranças locais, país afora, absolutamente comprometidas com o Movimento Brasil Futuro, concorram a cargos eletivos para serem artífices da Reforma Evolutiva proposta, com prévia firmação de compromisso público e solene de adesão inequívoca aos princípios e valores ora estatuídos.

         Comentário:

        Faz-se importante exatamente a via partidária para que possamos preparar e formar novos quadros, oxigenando o ambiente político com o renovo de pessoas comprometidas e honradas.

  • 1°. Poderão ser utilizados todos os meios adequados e permitidos na Lei para consecução das finalidades, no âmbito público ou privado, com possibilidade de desenvolvimento de atividades acessórias voltadas aos objetivos institucionais por meio de: execução direta ou indireta de projetos, programas ou planos de ações; celebração de convênios, parcerias, contratos ou outros instrumentos jurídicos; prestação de serviços intermediários de apoio a outras organizações.
  • 2°. Em atenção ao inciso III, o lema será “Acredite, depende de nós!”, que será parte indissociável da marca Movimento Brasil Futuro.
  • 3°. O Norte Programático – Pensamento de Referência – anexo ao estatuto é parte indissociável deste capítulo, referido no inciso I do artigo

4°, e baliza as Linhas de Ação do MBF, nos eixos político, jurídico e de mobilização social;

          Artigo 5º - A fim de cumprir suas finalidades, a associação se organizará nacionalmente, e regionalmente nos Estados, no Distrito Federal e Municípios, em tantas unidades quantas se fizerem necessárias, as quais se regerão pelas disposições estatutárias, podendo dispor de autonomia financeira e administrativa para a consecução de suas metas, conforme normas regimentais.

Parágrafo Único: A associação poderá ter um Regimento Interno que, aprovado pela Assembleia Geral, disciplinará o seu funcionamento.

          Artigo 6º - O tempo de duração da associação é indeterminado.

 

 

  • 3 - ESTRATÉGIA DAS SETE ETAPAS COMPLEMENTARES

          São sete fases do planejamento estratégico, a SEREM EXECUTADAS:

 

PRIMEIRA FASE - IDENTIDADE;

          Trata-se da Pedra Fundamental do MBF sobre a qual estará alicerçada toda a nossa construção. Escrevemos o estatuto em termos de missão, visão, princípios, valores, objetivos e metas que nos unem e identificam a fim de cumprirmos o nosso propósito.

          O propósito do MBF, ainda que altruístico, trata-se de um “Argumento de Poder” que perfaz as suas linhas gerais em nosso “Pensamento de Referência”. É consistente com o ideário estatuído que norteia o caminho possível para o levante cívico-cidadão capaz de efetivamente mudar e agregar a realidade do Brasil para melhor.

          Existem dois conceitos importantes nos textos acima:

 - Unidade Nacional de Consciência Cívica; e

 - Reforma Evolutiva do Estado;

          O "Pensamento de Referência" do MBF representa o cenário geral, não detalhado por áreas temáticas. Como todo argumento, mesmo que represente uma visão parcial do mundo, precisa ser de difícil refutação. Por isso, foi submetido à apreciação de várias pessoas com senso crítico bem apurado. Todas unidas por princípios e valores em torno desse nobre propósito, e pertencentes aos nossos grupos de debates internos, cofundadores do MBF.

          Dentro de um pragmatismo necessário, chegamos a um documento autêntico que representa o norte programático do MBF. Trata-se de um documento dinâmico que não se impõe como verdade absoluta e, dessa forma, com os mesmos critérios ora mencionados pode ter as devidas atualizações. Nele, existe a percepção genérica dos fatores que compõem o problema e a solução, em termos de causas e consequências; bem como as linhas de ações com o viés reformista necessário.

PENSAMENTO DE REFERÊNCIA DO MBF

 

           O artigo primeiro da Constituição Federal diz que "todo o poder emana do povo, que o exerce por meio de representantes eleitos ou diretamente, nos termos nela estabelecidos. Contudo, de fato, isso não ocorre quando reiterados atos dos representantes eleitos destoam da vontade popular e do interesse público e o exercício direto desse poder ser de difícil implementação em se tratando de referendos, plebiscitos ou de leis de iniciativa popular.

           Ademais, nem todo poder emana do povo quando temos no Poder Judiciário representantes não eleitos nas mais altas cortes. Se, ao menos, para atenuar isso, houvesse uma eleição para ministros do Supremo Tribunal Federal na Câmara dos Deputados – a pretensa Casa do Povo –, a partir de uma lista meritória de juristas, aí sim, minimamente poderíamos dizer que esse poder emanaria do povo, mesmo que indiretamente. Ao invés disso, constata-se que ministros são escolhidos unipessoalmente pelo mandatário do executivo federal, muitas das vezes, devido ao seu alinhamento político ou mero compadrio. 

          Assim, considerando esse distanciamento entre representantes e representados, é indispensável atuar nas causas de todos os males e disfunções de um poder público deveras sitiado por aqueles que prevaricam em relações promíscuas entre o público e o privado. Como consequência – só para citar alguns fatores –, tem-se a sensação de impotência do cidadão, a não prestação de serviços, a má distribuição de renda, o subemprego, a economia informal, o desemprego, a violência e a criminalidade, tudo em patamares inaceitáveis para uma convivência que se pretende civilizada. Sendo o fator nefasto, a "causa-mãe" do custo Brasil, a institucionalização da corrupção material e espiritual de indivíduos nada compromissados com a supremacia do interesse público.

          Você quer isso? Não! Indigna-se? Logo não podemos é ficar inertes, reféns da hipocrisia, fruto de uma alienação generalizada, conjugada a um individualismo exacerbado que turva a visão da necessária sinergia social para a prevalência do valor de justiça, inerente ao bem comum. Por isso, a vigilância e a luta devem ser permanentes pelo exercício pleno do nosso dever de cidadania e, assim, fazer valer os direitos inerentes.

          Isso requer a participação de todos nós. Sim, é importante que cada qual façamos a nossa parte, seja com atitudes cotidianas, seja debatendo com espírito proativo a temática social na busca de soluções. No entanto, importa saber que apenas isso jamais será suficiente. É preciso ir além para que essas soluções sejam realizadas por intermédio de políticas públicas efetivas, duradouras e abrangentes. É fundamental que haja organização e esforço concentrado capazes de resgatar uma Unidade de Consciência Nacional, alicerçada em princípios e valores, éticos e morais, que nos identifiquem em nossa brasilidade.

          Precisamos, então, trabalhar uma mudança cultural acerca do que deva ser o exercício da política. E isso apenas ocorrerá a partir de mobilizações sociais de conscientização, na única intervenção capaz de promover uma efetiva reforma nesse estado indesejado de coisas: a cívica. A partir dessa condição basilar, será possível a convergência política desse movimento para influenciar e atuar no poder não como meio, mas como fim a que se destina: para que todos os filhos dessa terra tenham professores valorizados, boas escolas, saúde, alimentação, moradia e lazer, a fim de poderem ser adultos felizes e realizados nas mais variadas atividades laborais.

          Sim, nós podemos sonhar e realizar as reformas necessárias para o Brasil que desejamos para nós e para as futuras gerações, honrando o legado de tantos homens e mulheres que nos precederam nessa luta. Posto que nossa maior riqueza não está, em essência, no pré-sal ou nas "commodities" agrícolas ou minerais. Está na força de nossa gente – brasileira, sofrida, lutadora, mestiça e tropical –, no seu inquebrantável vigor e na esperança por dias melhores. Está em nossa diversidade cultural, na nossa vocação para sermos um povo pacífico e no amor que sentimos pelo Brasil.

           Por isso, não podemos subestimar a nossa capacidade de, juntos, construirmos uma efetiva democracia, cuja eficácia depende, dentre outras coisas, do combate incessante à corrupção, da sadia alternância do poder, do fortalecimento das instituições, do maior equilíbrio e independência entre os Poderes e do empoderamento do cidadão. Em suma, para que isso ocorra, faz-se necessário uma consistente mobilização cívica que torne possível uma urgente e necessária Reforma Evolutiva do Estado, que seja propositiva nos campos político, econômico e educacional, consistindo numa alternativa real para o desenvolvimento nacional inequívoco.

          Ou isso e nos conscientizamos da necessidade de retomarmos nossos parâmetros garantidos na Constituição Federal, ou continuaremos a padecer e a amargar indicadores sociais não dignos, em uma pseudo-resignação, ainda como neocolônia dos trópicos. Daí, a desesperança, o desencanto, a rebeldia e a indignação da população contra todo o poder público inerte, omisso e corrupto tendem a aflorar em convulsão nesse perigoso transbordamento de emoções reprimidas, diante de uma refrega institucional que pode ser sintoma de um indesejado cenário de colapso da ordem constitucional vigente.

          Daí a Reforma Evolutiva do Estado ser a única alternativa a essa caótica possibilidade de ruptura. Somos coletivamente o maior instrumento de transformação e mudança do Brasil e, quando necessário for, marcharemos com brio, confiança e entusiasmo, pacificamente, em protesto contra a toda e qualquer afronta aos princípios éticos, morais e republicanos que ameacem o presente e o futuro do Brasil.

 

ACREDITE, DEPENDE DE NÓS!

 

 CENÁRIOS


          O Pensamento de Referência traduz um cenário geral que nos fornece subsídios para Linhas de Ações nos campos político, jurídico e de mobilização e conscientização social.  

Faz-se mister que haja cenários para os ciclos (micro, meso e macro), que podem ser entendidos como curto, médio e longo prazos. Deve haver pertinente, oportuna e útil análise de inteligência com relação a interveniência dos fatores políticos, sociais e econômicos, e seus graus de dependência ou independência. Enfim, como podem estar relacionados.

Há muito desassossego por parte de protagonistas políticos exatamente por basearem as suas decisões em falsas premissas.


 

SEGUNDA FASE - DETALHAMENTO DO PROBLEMA;

        Faz-se muito necessário que tenhamos quadros qualificados em áreas temáticas diversas capazes de estudar e detalhar os Problemas Sociais e Econômicos Brasileiros.

        Ainda que exista o douto saber, igualmente importante é a percepção do usuário e do “leigo” acerca desses mesmos temas. É daí que vem, por exemplo, a maior ou menos sensação de segurança da população.

        Educação, saúde, infraestrutura, segurança, administração pública, orçamento, economia e finanças, cultura, esporte e lazer são alguns temas que têm pautas importantes para o dia a dia da nossa vida comunitária.

        Nos últimos anos, temos experimentado um ambiente político polarizado muito focado na guerra cultural e a agenda de costumes. Não que não seja importante, mas precisamos ter expertises em outros temas que são também relevantes serem debatidos e aprofundados.

        A participação dessas pessoas é tão importante quanto às que concorrem a cargos eletivos. São essas pessoas especializadas que serão imprescindíveis para o prefeito ou para o deputado, no exercício de suas atribuições seja no executivo, seja no legislativo, por exemplo.

 

TERCEIRA FASE - PROPOSIÇÃO DAS SOLUÇÕES;

         Parece óbvio dizer isso, mas só através do detalhamento dos problemas, descrito acima, será possível escrever as soluções com excelência propositiva.

         As soluções poderão ter, naturalmente, um viés reformista e/ou colaborativo, em tantas quantas foram as áreas temáticas que tivermos capacidades para debater e propor soluções, de forma qualificada.

         Sempre que necessário, o Conselho Político do MBF será instado a opinar acerca dos instrumentos jurídicos disponíveis para pleitear, requerer, denunciar ou representar ao Poder Público fins que seja peticionado o campo de visão debatido e consolidado.  

         Audiências públicas, seminários, congressos, regionais e nacionais, são úteis a que seja dado conhecimento público, irrestrito e geral das pautas temáticas e de costumes defendidas pelo MBF.

 

QUARTA FASE - DIFUSÃO E LEGITIMAÇÃO;

          Para materializarmos a "vontade MBF", dando vazão de forma construtiva a toda essa “indignação coletiva”, é crucial que haja  organização sistêmica e em nível nacional, capaz de permitir uma comunicação permanente. Daí o surgimento da REDE BRASIL FUTURO, que possibilitará que nossos debates sejam agrupados por temas e de forma regionalizada. 

          Da segunda fase em diante, torna-se imprescindível a implementação da nossa rede social exclusiva, denominada Rede Brasil Futuro.

          Será através dela que teremos capacidade de nos organizar de forma sistemática e orgânica, fortalecendo a identidade e difundindo nosso ideário e proposições, nacionalmente; mais que corrente de pensamento, Linhas de Ações concretas;

         Diferentemente do Facebook, teremos como organizar os debates por temas e por regiões de forma a possibilitar que as questões sejam conhecidos nos pormenores e em toda a sua extensão.

         Ideal que cada unidade da federação terá uma página para divulgação de notícias e opiniões, assinadas por seus membros. Claro que o MBF terá um editorial. A descentralização para os municípios será gradual.

         A Rede Brasil Futuro será uma poderosa ferramenta de divulgação não só dos resultados dos debates temáticos, mas também das soluções propositivas com o objetivo de influenciar a sociedade e as autoridades constituídas.

         Parte da receita de arrecadação do MBF será empregada na necessária profissionalização das áreas de comunicação, propaganda e marketing, e também de desenvolvedores de TI para evoluir a Rede Brasil Futuro.

        O aprimoramento dessa rede propositiva será continuado, com as atualizações necessárias a partir das críticas dos membros participantes; ou seja, sua participação torna-se ainda mais importante na medida em que poderemos detalhar os problemas, propondo soluções com excelência propositiva que vise o apoio e o maior esclarecimento por parte de toda a sociedade. 

        Com a Rede Brasil Futuro será possível o debate temático em âmbito regional e nacional, com as soluções brotando da base para o topo. E essa condição é fator fundamental como base de legitimação das propostas.

 

QUINTA FASE - INFLEXÃO PARTIDÁRIA;

         Essa fase está descrita nos incisos VIII e IX do estatuto, a saber:

   VIII. Influenciar e atuar politicamente para o êxito da missão proposta, podendo estar vinculado a um partido político com programa e ideologia compatíveis, sendo meta a inflexão convergente para uma legenda que abrigue a filosofia do MBF;

Comentário:

        O alinhamento a um partido político se faz extremamente necessário. Logo a seguir, teremos a explicação da inflexão partidária, como sendo a quinta etapa do planejamento estratégico.

        Debateu-se muito inicialmente se deveríamos ser pluripartidários ou não. Venceu a corrente que optou para que os esforços ficassem concentrados em uma única legenda, preferencialmente, ficando decidido em Assembleia Geral que casos excepcionais ficariam a critério do Coordenador Presidente do MBF. A priori, essa legenda atualmente será a 25, fruto da fusão do PRB com o Patriota, caso não sobrevenham fatores novos e supervenientes.

  1. Levantar, incentivar e apoiar que novas lideranças locais, país afora, absolutamente comprometidas com o Movimento Brasil Futuro, concorram a cargos eletivos para serem artífices da Reforma Evolutiva proposta, com prévia firmação de compromisso público e solene de adesão inequívoca aos princípios e valores ora estatuídos.

         Comentário:

        Faz-se importante exatamente a via partidária para que possamos preparar e formar novos quadros, oxigenando o ambiente político com o renovo de pessoas comprometidas e honradas.

  • 1°. Poderão ser utilizados todos os meios adequados e permitidos na Lei para consecução das finalidades, no âmbito público ou privado, com possibilidade de desenvolvimento de atividades acessórias voltadas aos objetivos institucionais por meio de: execução direta ou indireta de projetos, programas ou planos de ações; celebração de convênios, parcerias, contratos ou outros instrumentos jurídicos; prestação de serviços intermediários de apoio a outras organizações.

 

SEXTA FASE - CHEGADA AO PODER;

          As fases 1, 2, 3, 4 e 5 constituem por si só uma plataforma político eleitoral e partidária vencedora.

          Eis que assim, criaremos as condições para atingirmos o Objetivo Geral, qual seja: promover a Reforma Evolutiva do Estado com o fortalecimento da Unidade Nacional de Consciência Cívica. Tudo a partir da nossa referência programática estatuída.

          Há muitos protagonistas políticos que confundem “meio e fim”. Tratam a vitória nas urnas como fim em si mesmo, quando na verdade é apenas para o fim a que se destina: “o exercício do poder”.

          E a história é cheia de exemplos de pessoas que chegam ao poder sem capacidade de exercê-lo, ou com intenções transviadas. A roda da fortuna gira, e muitos vão do alto ao chão rapidamente. Alguns tendo suas vidas desgraçadas.

 

SÉTIMA FASE - EXERCÍCIO DO PODER

         Todas as fases são cíclicas e permanentes, continuadas, não autoexcludentes.

         O exercicio do poder deve observar a transparência, a participação popular, ao tempo em que será exemplo de lisura e atuação para fazer prevalecer a supremacia do interesse público.

         Absolutamente, tudo está sendo escrito. Estamos superando a primeira fase.

         Em breve, exponho as observações com relação a cronograma, financiamento e outros aspectos.

        Atenciosamente, submeto à apreciação de todos para críticas e sugestões.

 

 

         ACREDITE, DEPENDE DE NÓS!